sábado, 28 de janeiro de 2012

Cotidiano


     O cotidiano é o que todos os homens sonham. Ter sua mulher pra lhe dizer todas aquelas Coisas. Palavras que bem aceitamos mas nunca entendemos, seja donzela, meretriz ou matriarca.
     E nesse cotidiano muitos levam a vida pra pensar na conta de luz pra pagar, no feijão pra comprar, financiamento da casa  e no filho pra educar. O  sonho é de todo cidadão seu moço. Trabalhar pra pagar pão.
     A labuta, batuta do cotidiano orquestra o compasso do cidadão. 
     Todo dia todos querem e é tudo sempre igual!

Um comentário:

~ Rosi disse...

e no meio disso tudo o que seria de nós sem o cotidiano? sonharíamos?